Muito prazer, sou o algodão! (parte 2)

03.06.2015

Feriado chegando... muita gente já arrumou a mala para viajar e aproveitar uns dias de descanso! Vamos ver quais os tecido de algodão que ainda não falamos e ver se temos algum deles na mala?

 

 

 

No post anterior falamos sobre quatro tipos: o Egípcio, o Pimal, o Fio 100 e a Tricoline. Estes tecidos são ótimos para fazermos camisas (como usaremos como parâmetro para as nossas explicações). Porém, apesar de serem tecido que tornam as camisas mais confortáveis e formais, normalmente são tecidos com um valor mais elevado e nem sempre fáceis de encontrar.

 

E, antes que você questione “Julia, você não falou sobre camisas em Oxford e eu amo esse tecido!!!”, eu vou falar um pouco sobre esse tecido super versátil, que vai desde o ambiente mais formal até o look casual. Oxford é um tecido originário da Inglaterra, e, inicialmente era 100% de algodão. Ele possui a trama um pouco mais aberta (ideal para os nossos dias mais quentes) porém hoje você pode encontrá-lo com a trama de algodão com tafetá ou com algum material sintético.

 

Existe um tipo de tecido que encontramos bastante em camisas estilo bata, mais informais. Pode ser feito com 100% de algodão ou combinado com outras fibras, inclusive sintéticas, criando outros tipos de tecidos.

Este tecido possui desenhos na sua trama, sendo diferenciadas por pequenos detalhes! O algodão maquinetado possui pequenos desenhos nele, tendo listras, bolas, casinhas de abelha ou diamantes. Hoje vejo bastante camisas nesse tecido , sendo um diferencial pelo seu desenho.

 

 

 

Um tipo especial de algodão maquinetado é o piquê (ou piquet), com padronagens em alto relevo, normalmente em losango ou casinha de abelhas. As famosas camisas poló da Lacoste são, na grande maioria, de piquet 100% algodão!  

 

 

 

Indo na onda dos desenhos, aparecem dois tipos de tecidos que podem possuir 100% de algodão na composição: a laise e a renda.

A laise, originária da França, é uma combinação muito interessante de fibras de algodão formando um tecido similar a um bordado. Muitas vezes seu tecido é vazado, sendo um tecido leve. Raramente possui a combinação com outros tipos de fibras.

 

 

 

 

A renda é um tecido que hoje temos em diversas maneiras, afinal existem muitos tipos de tear com diversas fibras. Porém, o mais tradicional e comum ainda é a renda com 100% de algodão (por favor, não misturem com a renda da lingerie! Este é outro ponto que iremos abordar mais para frente!), usada para diversos tipos de roupas! Não se sabe ao certo a origem da renda, mas acredita-se que surgiu na Bélgica e sua fabricação foi introduzida no Brasil a pedido de Dom João VI. É muito comum vermos rendeiras no nordeste do Brasil, teando manualmente ainda.

 

 

 

E, com a renda, finalizamos os nossos posts falando sobre o algodão e alguns tipos de tecidos que pode ter 100% dele na composição! Espero que tenham gostado e, qualquer dúvida, pode me procurar, ok?

 

 

 

Please reload

Julia Kreischer
consultora de estilo e compras. é apaixonada por gente, roupa, linha, agulha, acessórios e bom humor! acredita que pessoas felizes irradiam alegria!  

Consultoria de estilo e compras em niterói - RJ

SIGA
  • Facebook Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon
Posts recentes
  • Facebook Clean
  • Twitter Clean
  • Instagram Clean
  • YouTube Clean
  • RSS Clean

August 28, 2015

Please reload

Procure por Tags
Please reload

© 2018 por Julia Kreischer Treinamento de Estilo Pessoal-CNPJ 30.621.062/0001-81 - todos os direitos reservados